ALIJÓ: O “REINO MARAVILHOSO” AQUI TÃO PERTO

Dizem que os lugares mais inacessíveis são os mais bonitos. O Douro é prova disso. Vem daí e comprova-o.

Alijó é uma terra pequena que fica a 45 quilómetros da capital de distrito, Vila Real (de carro são entre 20 a 25 minutos pela A4), na região que Miguel Torga designou por “reino maravilhoso”: Trás-os-Montes.

Na verdade Trás-os-Montes não há um: há vários. E são os vários, juntos, que formam esse “reino” com encantos múltiplos.

Esta parte onde agora mergulhamos é aquela em que se respira o esplendor do Douro e que foi classificada pela UNESCO como Património Mundial da Humanidade em 2001.

Uma terra de forte tradição vinícola, feita de vales e montanhas, arduamente trabalhada em socalcos pelo homem.

Pousada de Juventude de Alijó é moderna e fica a dois passos (a pé) do centro da vila. Ali à volta podes admirar as casas senhoriais dos Távoras e o monumental Plátano (considerado Monumento Nacional), mandado plantar pelo Visconde da Ribeira em 1856. Uma árvore com mais de 160 anos, portanto, que se mantém linda e esplendorosa apesar da idade.

Enquanto passeias pelas ruas da vila, lembra-te que Alijó já teve o nome de Allyjoo. Em tempos idos, no século XII, esta região servia de fronteira entre árabes e cristãos. Mais tarde, ressurgiu como uma região de alta nobreza e burguesia, graças aos forais outorgados por D. Sancho, D. Afonso III e, em 1514, ao Foral outorgado por El Rei Manuel I, que se encontra na Torre do Tombo.

O povoamento desta área é, porém, bem mais antigo e há por aqui várias manifestações dessa antiguidade, como castros, pinturas rupestres (Pala Pinta) e estradas romanas.

Perto da Pousada, há vários restaurantes, como o Pelourinho, onde podes apreciar sabores tradicionais como cabrito assado, cozido à portuguesa, tripas à transmontana, carnes fumadas. Num registo mais gourmet tens o Cêpa Torta. Guarda um cantinho para a sobremesa: cavacas, amêndoas cobertas, quinzinhos, pudim de amêndoa, bolo borrachão e outros de reminiscência conventual. Ah! E o pão e a bola de carne de Favaios também têm fama. Pergunta onde podes ir comprar o “pão dos quatro cantos” e quem sabe descubras histórias do tempo de Salazar…

Estando em Alijó é obrigatório ires a Favaios, ali mesmo ao lado (dois quilómetros. Talvez um pouco distante para ir a pé, mas um pulinho de carro ou táxi), onde é produzido o famoso Moscatel do Douro, a partir de uma única casta.

Marca uma visita à Quinta da Avessada e tens garantida uma tarde fantástica. Além de poderes provar o vinho Moscatel, vais poder ver todo o percurso que ele faz até chegar à mesa. E, por falar em mesa, podes ficar a jantar na Quinta e, quem sabe, ser surpreendido durante a refeição por um grupo de teatro que recorda algumas tradições da zona.

Em Favaios tens também o Museu que alia duas riquezas da terra: o pão e o vinho.

No dia seguinte, se estiver bom tempo e dispuseres de carro, uma boa ideia pode ser descer de Alijó até ao rio Douro. Há uma estrada que te vai levar até à estação de caminho-de-ferro do Tua. No caminho vais querer parar várias vezes para apreciar a paisagem, as suas cores por vezes exuberantes, os contrastes entre a geometria das vinhas e as linhas arredondadas dos montes.

A antiga linha de caminho-de-ferro do Tua (que muitos consideravam ser a mais bela do mundo) com o pequeno rio ao lado, que se vislumbrava ao fundo, já não existe. Hoje há uma barragem a dominar a paisagem.

Se ficares até à hora de almoço, vai até ao “Calça Curta”, o restaurante atrai gente de várias paragens que ali vão religiosamente comer javali ou peixe do rio.

À tarde, podes ainda ir conhecer a aldeia de Miguel Torga. São Martinho de Anta fica a poucos quilómetros de Alijó. Lá, podes ver a casa onde o escritor viveu (por enquanto só por fora) e visitar o Espaço com o seu nome, que nos fala da sua vida e da sua obra.

Se tiveres tempo, visita ainda o Miradouro de São Leonardo de Galafura, que inspirou Torga – “Á proa dum navio de Penedas, a navegar num doce mar de mosto…” – e certamente te vai inspirar a ti.

Pousada de Juventude de Alijó
Preço por pessoa/noite: a partir de €11, com pequeno-almoço incluído.

2018-02-27T18:39:05+00:00

Leave A Comment